Hackathon do Crea na UniCesumar: inovação para as Engenharias, Agronomia e Geociências

Image of engineering objects on workplace top view.Construction

A UniCesumar irá sediar neste sábado (17) e domingo (18) o Hackathon do Sistema, 1º Hackathon de Fiscalização do Crea-PR (Conselho de Engenharia e Agronomia do Paraná). Mais de 100 estudantes, profissionais e empresas já se inscreveram para esse evento de inovação, que tem a duração prevista de 30 horas ininterruptas e ocorrerá no Bloco 8 da Instituição a partir das 8h30.

No total, o evento conta com 15 equipes que participarão da competição e mais de 100 inscritos, vindos de 30 cidades de todo o estado do Paraná. O Hackathon do Sistema, organizado pela Aprogeo-PR (Associação Profissional dos Geógrafos do Paraná), também marca os 85 anos do Crea-PR, celebrado em 11 de junho.

Uma das novidades do evento é a realização de dez oficinas de Insights gratuitas para competidores e visitantes, que serão ministradas por mentores da competição, como Google Partners (parceiros certificados pela Google). Com o tema: “Fiscalização Inovadora, Sociedade Segura”, a competição surgiu da busca por processos mais ágeis e soluções inovadoras com foco na elevação da produtividade e segurança da população. As três melhores ideias serão premiadas com R$ 9,5 mil (1º lugar R$ 5 mil; 2º lugar com R$ 3 mil e 3º lugar com R$ 1,5 mil).

Os projetos devem apresentar soluções com uso de tecnologias como: inteligência artificial, automação, processo eletrônico, plataformas transacionais, robôs de automação, internet das coisas, trabalho colaborativo, big data, realidades virtual e aumentada. Os projetos concluídos serão avaliados por uma comissão julgadora, de acordo com critérios de criatividade, originalidade, impacto social, escalabilidade, replicabilidade, qualidade técnica e da documentação e possibilidade de implementação.

Segundo o presidente da Aprogeo-PR, Jorge Campelo, a maratona não será simples. Os inscritos terão que identificar e sistematizar dois problemas, antes de criar as soluções finais da maratona. “O tema macro é fiscalização, mas somente no dia os inscritos irão receber os eixos temáticos que deverão ser trabalhados no Hackathon”.

Para o engenheiro civil Hélio Xavier da Silva Filho, a maratona possibilitará um avanço muito importante nos trabalhos do Crea-PR. “A fiscalização é a atividade fim do Conselho. À medida que nós apresentamos as nossas principais dificuldades na atividade e exploramos a busca de soluções com visões externas ao órgão, nós conseguimos inovar de forma disruptiva”, destaca.

O presidente do Crea-PR, Ricardo Rocha Oliveira, lembra que como o Conselho cobra inovação dos órgãos públicos, também tem que dar exemplo. “Temos várias outras iniciativas neste sentido. Cito uma delas: desde 2018, todos os processos do Conselho são digitalizados, assim eu despacho documentos de qualquer lugar do Estado. Além da agilidade, a medida também trouxe economia de papel e impressão”, destaca.

Fonte: https://www.unicesumar.edu.br/hackathon-do-crea-na-unicesumar-inovacao-engenharias-agronomia-geociencias/

De: Jornalismo UniCesumar